Mensagem para o Domingo de Ramos.

Estimados irmãos e irmãs!

     Ainda sem poder celebrar com a presença de fiéis para evitar a disseminação da covid-19. Não  podemos descuidar a pandemia de coronavírus é assunto sério. Com os devidos cuidados vamos celebrar o Domingo de Ramos, dando início a Semana Santa.

  No espírito da Campanha da Fraternidade de 2021 pedimos a graça da união fraterna nas diversidades de nossas culturas. As diferenças, vividas com dignidade e respeito, são uma riqueza para todos.

   Jesus, o servo humilde do Senhor, vem para perto de nós montado num jumentinho. Ele entra em Jerusalém como Rei, mas humilde e sem pampas; é reconhecido pelo povo, mas será condenado; vem como libertador, sem usar de violência, mas os homens são violentos para com ele.

  Ele é publicamente humilhado.  Condenado à morte e morte na cruz. O poder do dinheiro, da ganância e da hipocrisia política e religiosa, não há hospitalidade. Até mesmo um de seus discípulos tem o coração convertido para o mal, pela ganância no dinheiro que destrói.

     O Judas se vende e trai,  como muitos por aí. Herodes continua até hoje com suas ações diabólicas. São cães ferozes que rodeiam e torcem os lábios.

   Jesus é abandonado na cruz,  com seu corpo desnudo e ferido. Essa Semana Santa nos convida à oração e à solidariedade para com as vítimas de todos os tipos de violências, preconceitos e marginalizados. Os que estão nas portas de hospitais. Os que choram seus falecidos de diversas doenças, entre elas, a covid-19. Às vezes, temos aquela sensação  horrível e angustiante de Jesus, na cruz dolorosa: “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?”

     Coragem, esperança e confiança no Senhor! Ele está perto de todos nós! “Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor!”.

Pe Laudeni Ramos Barbosa, CSC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *