MENSAGEM PARA O 24º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Caros irmãos e irmãs!Um tema que aparece sempre na liturgia é o perdão. Como ouviremos em Mateus 18, 21-35. Pedro pergunta a Jesus quantas vezes deve perdoar? Até sete vezes? Jesus responde que se deve perdoar até setenta vezes sete.

O limite humano é, sem dúvida, a resposta mais instintiva perante a ofensa. O ditado: “bateu levou”. “Não levo desaforo para casa”. Quem é capaz de oferecer a outra face após uma bofetada na cara? Praticamente ninguém. Mas não precisa exagerar. Porém, podemos guardar dentro do coração o desejo de vingança. Os rabinos seguiam a tradição dos antigos na época de Jesus. Quem matar Caim será vingado sete vezes.

A vingança de Lamec era setenta vezes sete. A lei do talião incitava o ódio: “olho por olho e dente por dente”. No ódio não há lugar para o amor, muito menos para o diálogo. Jesus ensina que o verdadeiro perdão não está limitado por números. O espírito do amor motiva o perdão após um período de correção fraterna e muito diálogo.

A misericórdia de Deus é infinita por cada um de nós. Fraterno abraço a todos!

Pe Laudeny de Piquerobi, CSC