Mensagem para o 33º domingo do tempo comum

Caros irmãos e irmãs!

Estamos no penúltimo domingo do ano litúrgico A. O tema da vigilância chama-nos atenção. Vigiar é fazer crescer os dons de Deus. Somos servos e ele nos confiou talentos.

O esforço contínuo na prática do bem é a melhor maneira de vigiar e esperar o dia do Senhor. Neste mundo, tudo passa, menos o amor que é eterno.

Vigiar é fazer crescer os talentos para a caridade. A caridade é dom maior e a ela o cristão deve aspirar. A caridade é o maior dom da virtude.

Não trabalhar pela caridade é enterrar os talentos. A caridade estende a mão ao pobre. Os talentos devem ser desenvolvidos para a caridade social.

Saber onde chegar e resultados alcançar? O que me motiva? Onde e o que quero? É um bem comum? O que vou fazer? Estou disposto? Quais os obstáculos? Desafios? Inimigos? Quais os caminhos onde posso traçar o meu objetivo? Como desenvolver e fazer crescer meus talentos?

Como servo do Senhor pense um pouco nos seus talentos para construir o Reino de Deus e a sua justiça. Buscai primeiro o Reino de Deus colocando nele seus talentos.

Deus vos abençoe!

Pe Laudeny de Piquerobi, CSC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *