Mensagem para o Domingo da Sagrada Família, Jesus, Maria e José

Caros irmãos e irmãs!

  O Concílio Vaticano II fala da Igreja Doméstica. Como também as “Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil” destaca a imagem da CASA como lugar de proximidade e de convivência.

    Neste ano de 2020 com a pandemia, a Igreja Doméstica foi muito visível como lugar de encontro em família. O cultivo da espiritualidade à luz da palavra de Deus. O pão que repartido na mesa foi invocado na EUCARISTIA.

      A comunicação virtual manteve-se o contato entre pais, filhos, avós e amigos. O cuidado com as crianças sem aulas presenciais, com os doentes e idosos dos grupos de risco.

      Muitas famílias rezaram em CASA pelas midias sociais: orações, terços e novenas. Palestras e estudos de formação católica em diferentes áreas, como bíblia, catequese e ciência.

       Houve momentos com perdas que não podem ser medidas de entes queridos com a covid-19.  A queda  na renda financeira e necessidade de auxílio emergencial do governo federal.

       Muitas famílias em migração de um estado para outro em busca de estabilidade. Sinto isso na pele. Cada família que muda da Paróquia deixa um vácuo. Só o contato se mantém na amizade fraterna.

       A Sagrada Família:  Jesus, Maria e José continua sendo perseguida por Heródes com cara do século XXI. Contudo, a família é a instituição mais sólida, como também,  a mais abalada pelas constantes mudanças de gerações em diferentes épocas.

         Abençoa, Senhor, as famílias, amém!

                  Pe Laudeny de Piquerobi, CSC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *