Mensagem para o 10º Domingo do Tempo Comum

Estimados irmãos e irmãs!

A Paróquia São José do Jaguaré se alegra com a missa da Instituição dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão. Acolhemos com carinho a todos e a dom José Benedito.

A espiritualidade do Ministro Extraordinário está vinculada ao serviço da Eucaristia. O Ministro leva o Pão Eucarístico aos irmãos e irmãs nas celebrações e aos doentes, como também, devota o

 Santíssimo Sacramento no altar. Compromete-se com a vida, sendo engajados na Paróquia,  de modo especial com os mais pobres,  os doentes e idosos.

   Como fermento de fraternidade,  cultivará o espírito comunitário,  anunciará o Reino de Deus procurando ser luz e fermento do Evangelho na família e na sociedade.

   Como veremos,  as leituras da Missa deste domingo,  de modo geral,  falam que Deus cria o ser humano  para o bem. Dá a ele a terra para ser cultivada e dela extrair o seu alimento. O alimento é do fruto da árvore no jardim da vida.

    O que poderá causar a distância entre o ser humano e Deus é a morte, enquanto a proximidade com Deus é Vida. Deus é puro Espírito.  O ser humano estando  nu se esconde de Deus porque tem vergonha de seus pecados.  Mas o ser humano sempre vai precisar ter uma intimidade com Deus por meio do silêncio e da palavra.

    O ser humano precisa de escutar o Evangelho para deixar Jesus expulsar os seus demônios e os seus males. Muitas vezes,  o ser humano age com atitude farísaica, cego e fantástico por uma religiosidade que não liberta do fundamentalismo religioso.

     Polarizado fala mal até da Igreja e do Papa. Não vê o bem que é feito. Apenas acusa Jesus “Ele está possuído por Belzebu, príncipe dos demônios,  por isso espulsava os demônios”

    Não sejamos cristãos assim, que se acham mestres e doutores em dogmas e doutrinas. Sejamos humildes e fiéis de Cristo Jesus.

   Assim seja.

Pe Laudeni Ramos Barbosa, CSC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *