Rua Batolomeu de Ribeira, 33 Jaguaré
05330-010 São Paulo SP

011-3768-2781

E-mail.: paroquiasaojosejaguare@gmail.com

Mensagem para o 3º Domingo da Quaresma

Estimados irmãos e irmãs!

A transcendência de Deus é revelada na sarça ardente, que não queima e nem consome (cf. Ex 3, 1-8.13-15). Este primeiro contato de Moisés tem com Deus.

 Do meio a sarça, Moisés ouve a voz do Deus que ele ainda não conhece. Deus pede que ele tire as sandálias. A sandália é o símbolo de posse. Moisés tem que tomar consciência aquilo que ele possui é obra de Deus.

Deus será conhecido por suas ações: Ele viu, ouviu, conheceu e libertou. E fez sair o povo do Egito para a terra Prometida. O povo faz aliança com Deus. O povo deve fidelidade a Deus.

No Evangelho de Lucas 13,1-9, o rosto de Deus que Jesus revela é o da parábola da figueira. Deus é o dono da vinha cuja figueira não produz frutos, representando a vida daqueles que não produzem nada pela Evangelização.

Estes são muitos que foram batizados e crismados, mas vivem no mundo dando seus contratestemunhos. A figueira que não produz nenhum fruto deveria ser cortada ou arrancada e jogada fora. Mas Deus é paciente e bondoso. Ele dará mais uma chance à figueira.

A chance que Deus nos dá é este tempo de quaresma. Um tempo para rezar e fazer silêncio. Um tempo para pensar a forma como enxergarmos Deus deve se espalhar nas nossas ações e na forma como enxergarmos o mundo?! Um tempo de tirar as sandálias e deixar Deus agir com seu Espírito.

Pe Laudeni Ramos Barbosa,  CSC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.