Santa Missa do 25º Domingo tempo comum

MENSAGEM PARA O 25º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Caros irmãos e irmãs!

        Vamos ver a parábola dos trabalhadores na vinha do Senhor (cf. Mt 20,1-16a). A parábola mostra um dono da vinha zeloso.  Ele mesmo quem sai para contratar os trabalhadores em diversas horas do dia.

       As diversas horas do dia: de madrugada, às nove da manhã,  ao meio dia, às três e às cinco horas da tarde. Significa que o Reino dos Céus é inclusivo. Todas as pessoas são chamadas a fazer parte dele. O pagamento é o mesmo.

        O pensamento  de Deus não é como os pensamentos dos homens. Os primeiros trabalhadores pensam por interesses e neles mesmos. Classificam os colegas de trabalho com espírito de competição.

        Quem chegou primeiro merece pagamento integral. Quem chegou por último não tem direito a pagamento integral.

         Só que o dono da vinha  não pensa assim. Seu critério é a sua bondade e misericórdia para todos,  sem competição. O pagamento é igual para todos os trabalhadores.

       Todos os trabalhadores simbolicamente eram pecadores que viviam nas praças do mundo.  O dono da vinha é Deus bondoso e sua misericórdia  atinge a todos. A bondade dele veio ao nosso encontro.

         Ninguém tem privilégio no trabalho. O privilégio é que todos trabalhem na vinha do Senhor com amor solidário que traduz em serviço.

         Conclusão: “Os últimos serão os primeiros, e os primeiros serão últimos” ( Mt 20, 16).

         Fraterno abraço!

         Pe Laudeny de Piquerobi,  CSC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *