Mensagem para o 4º Domingo da Quaresma

Estimados irmãos e irmãs!

   Neste quarto Domingo da Quaresma, também chamado de “Domingo da Alegria!”, experimentamos um Deus rico em Misericórdia que se manifesta no seu amor pelo mundo enviando seu Filho Jesus Cristo.

   O tempo da Quaresma é um tempo propício tanto para olharmos para trás, bater no peito e pedir perdão, quanto para olharmos para frente com os olhos fixos no Senhor, sempre pronto a acolher de volta o seu filho, ainda que pródigo.

   Assim, como pecadores, olhemos para Jesus no alto da cruz e, vejamos como na lenda da serpente de bronze erigida no deserto, salvara da morte todos aqueles que, tendo sofrido picadas por verdadeiras serpentes venenosas.

    O Evangelho de hoje em João 3,14-21 faz uma reeletura da serpente de bronze, tendo-a como recurso pedagógico, para dizer que se deixarmos seduzir pelo amor do Filho de Deus, seremos salvos.

   O trecho no Livro das Crônicas denúncia a infidelidade do povo de Israel (cf. 2Cr 36, 14-16.19-23). A profanação do templo e a perseguição aos mensageiros do Senhor. O desprezo pela palavra, fere o coração misericordioso de Deus.

    Continua no mesmo tom a carta aos Efésios 2, 4-10, indicando, agora, o castigo. O próprio pecado nos castiga. Fazendo-nos descer para a sujeira. Mas Deus misericordioso envia seu Filho Jesus Cristo como riqueza de graça. Não são obras que nos salvam, mas é amor de Deus, seduzindo os nossos corações, nos transforma de maus em bons.

    Apaixonados por Deus, como diz o salmista: “Que se prenda a minha língua ao céu da boca, se de ti, Jerusalém, eu me esquecer!” (Sl 136). Agora, sim, estamos na casa do Senhor. Nossas harpas podem cantar um cântico hoje de Sião para Nosso Pai, o Senhor, Deus libertador!

Pe Laudeni Ramos Barbosa, CSC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *