Rua Batolomeu de Ribeira, 33 Jaguaré
05330-010 São Paulo SP

011-3768-2781

E-mail.: paroquiasaojosejaguare@gmail.com

Os 5 nomes que existem para designar a Semana Santa

Há cinco nomes para a última semana da Quaresma, sendo o mais comum a “Semana Santa”

Um período do ano litúrgico marcado pela oração, jejum e penitência, a Quaresma prepara os fiéis para a alegria da Páscoa. Os diferentes nomes dados à última semana da Quaresma demonstram a riqueza das meditações inspiradas por este tempo de abnegação, a fim de se aproximar do Senhor. Cada um tem o seu próprio simbolismo.

1. SEMANA SANTA

Um dos nomes mais antigos é “Semana Santa”. Refere-se à santidade dos mistérios celebrados durante esta semana e faz eco de outra antiga tradição, a de nomear cada dia da semana com o qualificativo “Santo”: Segunda-feira Santa, Terça-feira Santa, Quarta-feira Santa…

2. A GRANDE SEMANA

Muitos cristãos orientais chamam esta semana a ‘Grande Semana’. São João Crisóstomo explica a razão para isto numa das suas homilias:

“É por isso que lhe chamamos a grande semana”. Não é que os dias de que é composta sejam mais longos ou mais numerosos que os das outras semanas… é por causa das grandes coisas trabalhadas pelo Senhor nestes dias. Nesta semana a antiga tirania do diabo é derrubada, a morte é destruída, o homem forte é acorrentado e o seu poder é derrubado, o pecado é tirado do mundo, a maldição é removida, o céu é reaberto, o acesso do homem ao céu é restaurado, os homens são unidos com os anjos, o muro de separação é removido, o véu é rasgado, e o Deus da paz torna o céu e a terra pacíficos. Daí o nome Grande Semana. Agora, como é o dia principal do ano, o dia principal é sábado; este dia é nesta semana o que a cabeça está no corpo humano. Por esta razão é marcado em alguns por um redobrar de zelo, em outros por jejuns mais austeros ou vigílias mais prolongadas, em outros novamente por esmolas mais abundantes, virtudes mais elevadas, uma vida mais fervorosa e mais piedosa: desta forma todos se esforçam por reconhecer a imensidão dos benefícios que o Senhor derramou sobre nós. (Homilia sobre a Grande Semana).

3. SEMANA DOLOROSA

A Semana Santa é também chamada “Dolorosa”. Uma forma de enfatizar a dor intensa sentida por Jesus, bem como pela Igreja ao ver o seu Salvador sofrer e morrer.

4. SEMANA DE INDULGÊNCIAS

A “Semana das Indulgências” faz eco de uma antiga tradição de acolhimento dos penitentes, que no início da Quaresma eram excluídos da Igreja. Uma vez terminada a sua penitência, a Igreja abriu as portas e deu-lhes as boas-vindas.

5. SEMANA DO ESPOSO

Outro nome de origem oriental para a Semana Santa é a “Semana do Esposo”. Refere-se aos três primeiros dias da Semana Santa, quando, na tradição bizantina, a liturgia oferece as seguintes palavras:

Eis o Esposo, Ele vem no meio da noite
Bem-aventurado o servo que Ele encontrará vigilante
infeliz, pelo contrário, é o servo que Ele encontrará na indolência.
Cuidado, então, ó minha alma, para não adormecer
para que não seja entregue à morte
e os portões do Reino sejam fechados para si
mas redobre a sua vigilância para cantar
Santo, santo, santo és Tu, Senhor nosso Deus,
através das orações da Mãe de Deus tenha piedade de nós!

O próprio Jesus falou destes acontecimentos com estas palavras: “Mas virão os dias em que o Esposo lhes será tirado, e nesse dia jejuarão” (Marcos 2,20).

Fonte: Os 5 nomes que existem para designar a Semana Santa (aleteia.org)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.